Exu e Pomba Gira

Entidades que vibram na força de Elegbara. Estas entidades asseguram a sustentação material da pessoa.

A sua natureza é brincalhona, astuta e festeira. Tudo nos nossos fundamentos se inicía em Esquerda pelo que estas são as primeiras entidades que saudamos em qualquer trabalho.

Ao cumprimentarmos Exu e Pomba gira referimo-nos por meu Pai ou minha Mãe e pedimos protecção.

Saudação:

Saravá Exu: Elaroiê Exu

Saravá Pomba-Gira: Pomba-Gira Exu

 

O Orixá Elegbara

O mensageiro dos Orixás

Conhecido como vodum, Legba ou Elegbara, é o mais caluniado, incompreendido e controverso Orixá do panteão africano. Devido ao seu carácter dual, pois possui em si um lado positivo e outro negativo como qualquer um de nós, utilizados de forma totalmente consciente, sem contradição alguma. Foi mal interpretado pelos primeiros cristãos que tudo que confundiam o mal existente no ser humano, com Exú, e como esse lhe escapava a margem de seus escassos conhecimentos, foi condenado e associado à imagem do Deus Fálico, como também a do Diabo cristão. Infeliz comparação, que nada tem haver com a função desse Orixá na ordem do universo.

Mas para entender um pouco desse Orixá precisamos lembrar um pouco das lendas sobre os Orixás.

Para os antigos iorubás, os homens habitam o Aiê, e os Orixás, o Orum, mas apesar da aparente separação, esses dois mundos permanecem interligados, e quem conhece o caminho que liga os dois mundo é Exú, pois tem passagem livre para o reinos dos deuses e o dos homens. Assim, sempre que os homens oferendavam os sagrados Orixás, tinham que oferendar também Exú, para que este transportasse até os deuses suas oferendas e trouxesse de volta as bênçãos, mensagens e concelhos enviada pelas divindades do Aiê, assim nada acontece sem a intervenção desse mensageiro, que abria ou fechava os caminhos que ligavam o céu a terra, o que tornou seu poder incomensurável.

Assim estabeleceu-se que sem “pagar” Exú, ele não trabalha, o que acabou por imputar-lhe a imagem de mercenário, interesseiro e corrupto. Longe do ideal cristão de amor, bondade e caridade.

Devido a seu cargo de mensageiro, Exú tudo sabe, tudo conhece e tudo entende, para ele tudo é possível. Abnegado, Exú trabalha para todos com abnegação, sem distinção, nem preferencia, sendo o Orixá mais próximo do ser humano.

Orixá transformador, rompe normas, regras e tradições promovendo profundas mudanças, seja a nível pessoal ou colectivo, sendo temido apenas por fazer cumprir a lei divina que tudo renova e desenvolve, dando continuidade a vida. Por isso também está associado a sexualidade, ao vigor.

Mas como é comum ao ser humano temer as mudanças, e as cobranças pelo mal comedido, passou então a temer Exú, o mensageiro dos Orixás, consequentemente da lei e da ordem. Pois Exú não faz o mal, pelo contrário, luta contra ele, mas quando é preciso cobrar, não duvide pois ele faz sem dó nem piedade. Por isso antes de pedir algo a Exú, meça bem, porque tudo tem uma reacção e não queira ter um Exú voltado contra si.

Combatente incontestado das trevas, pois está no meio, na linha divisória entre a luz e as trevas, ninguém das trevas sobe para luz sem ser observado por um Exú, e ninguém da luz desce as trevas sem sua guarda e protecção. Assim podemos dizer que Exú é o “anjo” de Deus nas trevas, pois protege todos os trabalho de ordem espiritual, guardando a porteira e zelando pelo seu bom andamento destes, por isso ele é sempre saudado no inicio de um ritual de Umbanda, para que ele abra as porteiras da casa, tanto do astral para a terra e vice e versa.

Com isso explicado, fica obvio porque Exú é o vigia as passagens, dono das portas dos caminhos, e protector dos perigos e inimigos.

ElementoFogo

PríncipioJustiça

SistemaTérmico

DualidadeElegbara

PolaridadeElegbara

QualidadeFogo primordial da Libido Universal, Paixão. Fogo da transformação sem direcção. Desejo. Essência da Matéria. Início.

CaracterísticaEmissão

CorPreto, Vermelho e Preto

Sincretismo – Santo António

Dia Segunda-feira

Saudação – Elarouê Exu

Domínio – Encruzilhadas, Cemitérios

Data comemorativa – 13 de Junho